Vitaminas sintéticas ou naturais

 

Quando se faz analises químicas, às vitaminas naturais e sintéticas, elas parecem idênticas. Mas as naturais, ou seja aquelas contidas nos alimentos, são sempre superiores à imitação química isolada.

As vitaminas sintéticas podem-se assemelhar à vitamina natural encontrada nos alimentos em várias formas, mas não é a mesma coisa. Além de conter conservantes como ácido benzóico, sais de enxofre, corantes e saborizantes, as vitaminas sintéticas são substâncias químicas isoladas. O uso sem orientação pode trazer riscos para a saúde, especialmente se forem vitaminas lipossolúveis por se acumular no organismo.

As vitaminas lipossolúveis são as que se acumulam no organismo por serem absorvidas por meio de gordura. São as vitaminas A, D, E e K.

As vitaminas hidrossolúveis já dificilmente se acumulam no organismo porque todo o excesso é eliminado pela urina. São as vitaminas C, e todas as do complexo B (B1, B2,B5, B6,B12 e  Bc).

Captura de Tela 2014-06-02 às 15.29.28

 

A vitamina C natural, contida na laranja ou no limão, está associada aos bioflavonóides, o seu consumo aumenta os benefícios para o organismo. Já o maracujá rico em vitamina C natural  facilita a absorção do ferro pelo organismo. No entanto, o ácido ascórbico é o anti-oxidante protector do complexo da vitamina C sintética, de forma muito idêntica há casca que protege o ovo. Mas o complexo da vitamina C natural consiste em vários co-factores.

A maioria das pessoas nunca ouviram sequer falar dos co-factor J ou P. O factor J transporta o oxigénio e o P é o factor anti-fragilidade. Existe outro elemento na vitamina C natural, chamado de terrosenase, que é uma enzima do cobre: necessária para produzir a hemoglobina e prevenir a anemia. A verdadeira vitamina C natural encontrada em alimentos completos como frutas e vegetais, contêm os seguintes componentes:

– Rutin

– Bioflavonóides (vitamin P)

– Factor K

– Factor J

– Factor P

– Tyrosinase

– Ascorbinogen

– Ácido Ascórbico

Quando se toma apenas o ácido ascórbico sintético (vitamina C) em comprimidos ou em pó, o organismo tem de reunir todos os outros componentes de todo o complexo da vitamina C natural, dos tecidos corporais, de forma a poder fazer uso dela.

Caso o organismo não disponha de reservas adequadas dos restantes componentes, o ácido ascórbico por si só, não proporciona nenhum benefício para a saúde, por sua vez complexo completo de vitamina C natural já oferece.

O ácido ascórbico é nada mais que um complexo químico da região exterior da vitamina C natural. O acido ascorbico (vitamina C sintética) isolado é deficiente em todos os co-factores e nunca tem o mesmo efeito que a vitamina C natural tem.

Estudos revelam que as pessoas que ingerem uma dieta rica em vitamina C natural, obtêm efeitos muito mais positivos do que aquelas que ingerem ácido ascórbico (vitamina C sintética). Mas o organismo possui uma enzima que elimina o ácido ascórbico em excesso.

images-1

Resumindo, quando se ingere uma vitamina sintética, ela necessita de co-factores normalmente presentes, nos alimento completos  oferecidos pela natureza; se não estiverem presentes nos alimentos que se ingere, irá utilizar os co-factores presentes no organismo.

Poderá sentir-se bem por algum tempo, mas quando os co-factores se esgotarem nada feito. A ciência ainda está longe de poder copiar a natureza. A natureza sabe que precisamos do ovo e não da casca!!! Muitas doenças, dores e sofrimento, são o resultado da nossa ignorância dietética.

 

Comentários no Facebook