Lombalgia

A lombalgia acontece quando uma pessoa tem dor na região lombar, ou seja, na região mais baixa da coluna perto da bacia. A lombalgia é muitas vezes causada pelo excesso de tensão o que provoca contraturas. Por exemplo, as pessoas costumam provocar este tipo de lesão, quando praticam desportos mais agressivos ou trabalhos pesados e por vezes ao levantar algo muito pesado.

No entanto, na maioria das vezes, o problema não é sério. Algumas vezes, a dor se irradia para as pernas com ou sem dormência. O envelhecimento também desempenha um papel fundamental nas lombalgia. Os ossos e músculos tendem a perder força à medida que envelhecemos, o que aumenta o risco de lesões.

Os discos intervertebrais podem sofrer desgaste e não fornecer o amortecimento suficiente entre as vértebras. Um disco com protuberâncias ou quebras (hérnia discal), pode pressionar os nervos, causando dores nas costas.

Há dois tipos de lombalgia: aguda ou crónica. A forma aguda é o “mau jeito”. A dor é forte e aparece subitamente depois de um esforço físico. Ocorre na população mais jovem. A forma crónica geralmente acontece entre os mais velhos; a dor não é tão intensa, porém, é quase permanente.

O tratamento para lombalgia deve ser feito sempre que houver uma crise do sintoma. O tratamento melhor passa pela prevenção (Profilaxia) a acupunctura, osteopatia ou quiropraxia são umas das melhores opções mesmo numa face de dor. Tomar um relaxante muscular ou um anti-inflamatório, além de descansar e realizar alguns exercícios de alongamento muscular, também são de grande ajuda.

Estes conselhos citados a cima vão ajudar a desinflamar a região, para poder alongar os músculos e baixar a dor. Mas, para evitar reincidências, o ideal é realizar exercícios como a natação, que fortalecem os músculos das costas e promovem a boa postura. Não ficar stressado, levantar-se e sentar-se sem forçar as costas são dicas muito importantes para evitar o aparecimento ou o agravamento de uma lombalgia

Comentários no Facebook