De acordo com um estudo holandês, os probióticos podem ser uma terapia preventiva adequada para a depressão. A administração regular reduz os pensamentos ruminativos de sentimentos e memórias negativas do passado, escreveram os pesquisadores na revista “Brain, Behavior, and Immunity”.

Quarenta voluntários fizeram parte do estudo realizado pela Universidade de Leiden. Eles concordaram em tomar um sachê de probióticos de várias espécies ou um placebo misturado com água ou leite mornos por um período de quatro semanas. No laboratório, antes e após a intervenção, eles preencheram questionários sobre a reatividade cognitiva à depressão.

A comparação entre o grupo do estudo e do grupo placebo mostrou que a ingestão diária de probióticos reduziu de modo significativo os pensamentos ruminativos. “A ruminação é um dos marcadores de vulnerabilidade mais preditivos da depressão”, disse a autora do estudo Laura Steenbergen. Pensamentos ruminativos persistentes quase sempre antecedem episódios de depressão. Os resultados preliminares do estudo indicam que os probióticos melhoram a imunidade e a digestão, diminuem os pensamentos negativos e, portanto, podem funcionar como uma terapia auxiliar ou preventiva da depressão.

Comentários no Facebook